segunda-feira, abril 16, 2012

Lost Weekend

Um dia é maior do que a soma
das suas horas, às vezes comporta
todos os invernos e as estações
assombradas
pelos prejuízos do prazer.

Eu e tu, que desculpa ainda nos justifica?
A cidade não foi feita para as nossas
pretensões,
está apenas alastrada por dentro de nós,
crispação
de pedras e espinhos no laço desfeito
entre as veias.

Adiantamos o corpo aos rolamentos da
noite,
é a própria razão que nos ilumina os
atalhos
para o esquecimento. Um ano inteiro não
será suficiente
para tudo o que não nos acontece.
Rui Pires Cabral

1 Comments:

Blogger José Freitas said...

Dia de Portugal, quando está a ser governado por ordens de estrangeiros. Pouco difere da época de 1580 a 1640!
Tivemos o azar de não jogar nada até sofrermos o golo.
Na primeira parte estivemos a ver os alemães a jogar, que até jogaram bastante mal, passes errados para a área de Portugal, péssima finalização, caso contrário tínhamos sido goleados. Pepe rematou quase bem e Suíça 5 – Alemanha 3.
Só começamos a jogar quando sofremos o golo, mas já não havia tempo. A pergunta que se coloca é esta. Por quais razões não começamos a jogar logo no início do jogo, como a Suíça, que lhes ganhou por 5-3?
É interessante o blog.
O excelentíssimo António Borges quer que os salários de fome passem a ser salários de muita fome. Mas ele ganha um salário muito interessante e é mais um «moralista».
O LAZER É ÓPTIMO, O PIOR É QUANDO FALTA O SUBSÍDIO DE FÉRIAS.
Um programa recente da SIC Notícias disse mentiras sobre o caso «Equador», que tem frases inteiras copiadas de «Cette nuit la liberté».
MST é um «moralista» anti-Esquerda.
É sempre bom conhecer melhor um «moralista».
A Censura anda muito activa nos comentários dos blogs. Espero que deixe passar este comentário.
Em www.anticolonial21.blogspot.com está a verdade inconveniente sobre a cópia de partes de «Cette nuit la liberté» por Miguel Sousa Tavares para o livro «Equador».

10:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home